domingo, 6 de novembro de 2011

A Justiça: Palavras.


                Este Arcano foi um dos que eu mais me bati para compreender e ainda não o consegui. Em psicologia dizemos que quando algo em um setting terapêutico não faz sentido para nós, se o negamos ou  o desviamos é pelo fato de nele estar o nó que precisamos desatar para prosseguirmos, mas não estamos prontos para isso. Esta experiência com o tarot tem sido muito terapêutica para mim e eu encaro A Justiça como um nó, o qual eu ainda não consegui desatar...
                A Justiça está intimamente ligada com o elemento ar, é libra. E nestas semanas eu tenho trabalhado muito com este elemento no meu treinamento Feri, nesta semana mais especificamente com as palavras, com a comunicação. Ligando uma coisa a outra percebi como as nossas palavras podem transformar o ambiente ao nosso redor e a nossa vida. Em alguns momentos as palavras assumem a espada dA Justiça e cortam, ferem, perfuram, frias, diretas, afiadas, em outros momentos acalmam, ponderam e confortam como as balanças de libra. Um pensamento que foi meu companheiro nestes dias e que me impulsionam a fazer diferente foi (e ainda é) “O que eu quero plantar com as minhas palavras” já que na tradição Feri que tenho seguido o Ar está relacionado com a varinha, com as arvores e com a leveza de ser. As plantas respiram o gás carbônico e o transformam em oxigênio, ou seja, nutrem a nossa vida. Como as nossas palavras tem nutrido o ambiente ao redor?  Como nós estamos absorvendo as coisas ao nosso redor e transformado isso em algo que faça a diferença? A prática mais simples e mais transformadora que alguém já me orientou a fazer: Pensar antes de falar. Poxa, como é difícil isso! Mas não é impossível, consegui com sucesso algumas vezes e tenho conseguido, aos poucos... Quem topa tentar?
                Alguns autores relacionam este Arcano com o equinócio de primavera. O momento de crescimento, mudança e o impulso a crescer, brotar, relacionado com o aumento gradual da luz solar sobre a terra. Esta carta revela um relacionamento, para existir equilíbrio, mais de uma coisa precisa existir e para o mesmo equilíbrio existir essas coisas precisam se relacionar.
                Nas cartas da Justiça sempre vejo uma figura empunhando uma espada e segurando uma balança. Como libra está ligado a Vênus, não consigo deixar de pensar que é o Amor que deve ser o norteador de nossas ações nas balanças de Maat nossos corações não devem pesar nem mais, nem menos que a pena, já que por fim “Amor é a lei, Amor sob vontade.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário