terça-feira, 11 de outubro de 2011

Pirâmide do Poder: Saber/Nescere – Construindo o seu corpo de Ar.


Durante os últimos meses trabalhos com os elementos Fogo e água, masculino e feminino. Agora é hora de voltar para um elemento masculino, o ar. O vento está ligado ao intelecto, a inspiração criativa, ao movimento e a imaginação. Portanto neste novo esquema da pirâmide do poder o Saber se torna Imaginar.

Saber é poder, já diz o ditado, por isso que este pilar da pirâmide se torna tão essencial quanto os outros para sustentar uma prática mágica eficiente e não somente durante os rituais, mas durante o dia a dia. Para alcançarmos um objetivo devemos primeiro visualizá-lo, imaginar o que queremos e criar em nossa mente o caminho que iremos percorrer para chegar a ele. Nossa mente é capaz de infinitas proezas, se você acha que não consegue visualizar, está redondamente enganado. Imaginar não é ver de olhos fechados como vemos as coisas com os olhos abertos, isso é um erro muito comum na arte. Podemos sim criar imagens mentais com o exercício da imaginação que são ricas em detalhes, mas uma coisa é você ver o concreto, o posto e material, outra coisa é montar isso em sua mente. Quanto mais vivo algo se torna na mente, mais propicio será para que isso se manifeste no físico, mas isso é uma questão de prática e a melhor prática para uma visualização eficiente é a leitura. Esta etapa está relacionada com o planejamento bem como com a inspiração criativa e com o respirar de maneira correta.

Na arte conhecer é poder. Nenhum conhecimento é desperdiçado e você vai se dar conta de que as aulas de arte do seu primário te ensinaram coisas realmente úteis para realizar um ritual eficiente! Ou que as dicas de sua avó sobre como plantar e colher te ajudam hoje a ter um bom jardim e até mesmo as aulas de educação física te auxiliam a se concentrar e centrar! Os famosos dizeres: "Conhece a ti mesmo”, "Conheça a sua Arte", "Aplique o seu conhecimento" Se incluem neste pilar. detalhes, mas uma coisa é você ver o concreto, o posto e material, outra coisa é montar isso em sua mente. Quanto mais vivo algo se torna na mente, mais propicio será para que isso se manifeste no físico, mas isso é uma questão de prática e a melhor prática para uma visualização eficiente é a leitura. Esta etapa está relacionada com o planejamento bem como com a inspiração criativa e com o respirar de maneira correta.

Durante este mês iremos construir nosso corpo de ar e para isso vamos usar tudo o que aprendemos nos alicerces passados, fogo e água. Durante este mês você vai continuar com seus exercícios físicos e com as bênçãos da água.

Primeira semana: Esta semana vamos praticar a respiração correta e começar a instigar o trabalho mental. Primeiramente, ao acordar se espreguice bastante, alongue seus músculos, acorde bem o seu corpo. Pegue o seu diário e escreva uma folha, frente e verso de tudo o que vem a sua cabeça pela manhã, não precisa fazer sentido, somente escreva, deixe fluir independente do que acontecer, escreva uma folha completa, frente e verso, é um exercício. Então você vai abrir a janela, ir para a sacada ou mesmo para fora de sua casa, o mais cedo que conseguir, saudar o sol e começar a trabalhar sua respiração. Vai inspirar pelo nariz e espirar pela boca, trabalhando o seu diafragma, sem mover o tórax, movendo a barriga. Erga seus braços na inspiração, isso vai dilatar seu diafragma e ajudar na captação de oxigênio. Faça tudo isso com calma, para evitar a hiperventilação. Faça esse exercício por 5 minutos.

Segunda semana: Você vai continuar com os exercícios da primeira semana e acrescentar a meditação na respiração. O modelo pode ser a “meditação do minuto”, faça de preferência à noite, antes de dormir, comece com um minuto, aos poucos aumente para dois, até chegar a cinco minutos. A meditação na respiração é bem simples (teoricamente), você vai sentar de uma maneira confortável, coluna alinhada e começar a respirar lenta e profundamente, movimentando o diafragma. Evite pensar em qualquer outra coisa, fique prestando atenção na sua respiração. Se os pensamentos divagarem, foque na sua respiração. O foco é o movimento de respirar, concentre-se.


Terceira semana: Durante esta semana nós vamos fazer tudo o que estivemos fazendo nas semanas anteriores e acrescentar um exercício, um trabalho com a aura. Sabe-se que aura significa em latim (ou grego?) sopro de vida, é um campo energético que nos envolve em forma de ovo, nele estão grande parte de nossa atividade mental, por isso durante essa semana vamos aprender a senti-lo e expandi-lo de acordo com a vontade. Sente-se de maneira confortável, inicie a meditação na respiração, quando sentir que está pronto, inspire lentamente e ao expirar você vai ver seu campo energético aumentar, aos poucos, nada apressado, inspire e expire até que sua aura esteja tão grande quanto o lugar em que você está.


Quarta semana: Durante esta semana vamos ter uma folga dos exercícios deste pilar e vamos ler um livro, um romance, uma história. Vamos também buscar inspiração, seja na natureza, na vida ou no trabalho e escrever poemas, músicas, contos ou textos. É hora de movimentar toda essa energia mental que estivemos trabalhando durante o mês todo. Seja criativo, busque inspiração para fazer o que você gosta de fazer e bote isso em prática.

Nenhum comentário:

Postar um comentário