quinta-feira, 14 de abril de 2011

Repensando a Roda do Ano: Samhain

Samhain é uma época misteriosa e controversa, em minha opinião. É um tempo muito esperado entre aqueles que conheço e que celebram a roda do ano pois seu significado é tão amplo e tão profundo que entre os que conduzem, escrever e realizar um ritual assim é sempre uma honra.

Antigamente Samhain era a etapa do ano em que o gado mais fraco iria ser sacrificado pois não resistiria ao inverno rigoroso, não haveria alimento o suficiente para alimentar todo um rebanho e por isso os mais fortes e saudáveis teriam de ser selecionados para passar pelo inverno. Mas isso era antigamente, atualmente muitos de nós não temos gado e não precisamos estocar alimentos para sobreviver ao inverno, mas como antigamente, essa época do ano sempre remete a estar com quem se gosta. Estar com a família assistindo um filme, estar com quem se ama em baixo dos cobertores, fazer programas românticos e em família, sair pouco de casa por conta do frio (pelo menos aqui no sul, no inverno faz frio!) e por ai vai.

Por isso coloco a família como um dos principais temas de Samhain, nessa iniciativa de pensar a roda do ano, nossos pais, avós e ancestrais! Honrar os ancestrais sempre foi uma prática comum em Samhain e por isso deve ser valorizada hoje mais do que nunca. Aproveitar que os véus entre mundos realmente se torna mais fino, ou mesmo que não se torne, nossas energias e pensamentos cruzarão os mundos para tocar aqueles que amamos, mas não estão mais entre nós. Honrá-los, orar por eles, demonstrar amor e gratidão muitas vezes ajuda-os em sua evolução (e na nossa também)! É sempre uma alegria ser lembrando verdadeiramente por quem amamos e por que não prestar um respeito digno aqueles que nos inspiram e nos trouxeram até aqui hoje? Mesmo não conhecendo nossos avós, bisavós, eles não deixam de ser menos responsáveis por estarmos onde estamos, graças a eles que nossos pais estão onde estão e foi através de nossos pais que viemos ao mundo. Uma questão muito importante em nossa sociedade hoje em dia é que se perdeu o respeito aos pais e os pais perderam o respeito aos filhos e isso precisa mudar. Talvez não consigamos mudar nossos pais e avós, mas podemos mudar a nós mesmos e nos tornarmos melhores pais para os nossos filhos e isso só acontecerá quando reatarmos os laços de amor com a nossa família! A gratidão é algo muito importante, agradecer aos ancestrais nos põe em relação consciente com eles, nos coloca como seres ativos no processo de aprendizado, é valorizar o que de melhor eles nos fizeram e enviar para o universo a mensagem de que é esse tipo de sentimento que valorizamos em uma relação.

Os ancestrais espirituais também devem ser honrados neste festival, é uma maneira bela de agradecer a ajuda e apoio que eles nos dão, os escritores famosos, os mestres de caminho, as culturas antigas e Deuses devem ser honrados, a bruxaria é antes de qualquer coisa um caminho de devoção aos Deuses e a natureza. Acender uma vela e pensar neles com carinho é reconhecer que eles tem feito um bom trabalho, que é de pessoas assim que o mundo precisa e que estamos abertos sempre a aprender com os que têm a nos ensinar! E eles nem precisam estar mortos =D Samhain é a vida que brota da morte, e não necessariamente a morte por ela mesma.

Quando o assunto é ancestrais não consigo deixar de lembrar de uma história grega (eu acho o.O), resumidamente conta que após um grande dilúvio restou na terra somente um casal de humanos e eles se sentiam muito sós, rogaram aos Deuses que lhes dessem irmãos e então Gaia falou, “joguem seus ancestrais na água e de lá brotará vida!”. O casal então começou a jogar as pedrinhas no mar e para cada pedra, um novo ser surgia! Isso me toca profundamente, pois relembra que a terra é nossa primeira ancestral assim como seus elementos! Esse ar que respiramos é o mesmo que nossos ancestrais respiraram, a água que bebemos, num fluxo e refluxo continuo é a mesma que corre nas veias da terra a milênios! Samhain é a lua cheia em touro, é a representação da Mãe Terra!

A terra, as pedras em si são sábias e antigas como o próprio tempo! Devemos reatar um relacionamento positivo com o planeta, nada de abstrações! Os tempos modernos pedem (gritam na verdade) que cuidemos de nossa ancestral mais antiga e preciosa, A TERRA! Samhain traz a oportunidade de repensarmos esses nossos relacionamentos, honrar nossos ancestrais e nos acolhermos nos braços da terra para que possamos amá-la e defende-la com unhas e dentes pois ela é realmente importante para nós. Então em Samhain, celebre sua família, celebre os seus mortos, celebre a sua terra! E VIVA!!!

Com certeza muito mais poderia ser dito sobre Samhain, mas a proposta é repensar a maneira como celebramos a vida ao nosso redor, se tornando imperativo então que prestemos mais atenção à primeira instituição social que vivemos, a Família. Como transformadores, como agentes de transformação, podemos mudar e tornar mais saudável a nossa sociedade.

Namastê! /|\

Nenhum comentário:

Postar um comentário